BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

terça-feira, 3 de novembro de 2009

O mundo já não é o mesmo, pois não, mãe?



Quando me ponho a pensar, a pensar desmesuradamente julgo que mais dia, menos dia darei completamente em doido. Isto se não o for já!

-Já fiz cinquenta anos, mãe. Sabias? Mas ainda sou o teu menino.
Pois, não tens consciência… desde há cinco anos que essa maldita te roubou a lucidez e o vigor.
Penso, torno a pensar, e elevo a rigidez dos membros, pousando as mãos como uma concha por cima do coração, certificando-me que ele ainda bate.


Amo-te!


4 comentários:

continuando assim... disse...

nem sei que dizer .... senão que ...amo-te !

bj
teresa

marta marques disse...

fiquei sem respiração.....respirar para quê??¿ se se pode ler-te...

abraço na alma

Rosy disse...

uma boa noite...
mais um texto sentido do seu EU!
a cada dia penso que todos nós deveriamos realmente evoluir, e para tal mudamos constantemente... sem nós darmos cnta ás vezes!
isso penso ser benefico e necessario para o nosso crescimento psicologico, e uma pessoa sensivel como voce é talvez o mais natural e o mais estranho de se sentir.
bem.. esse seu amor incondicional por seus pais é realmente muito bom, acredito que eles tambem o amam dessa mesma forma.
os meus parabens a si, por dedicar um texto destes a quem lhe pos ao mundo e primeiro o amou, antes de todas as outras pessoas..
beijinhos

marta marques disse...

pudesse pelo menos o mundo de cada um de nós ter alguma perfeição...
ahhhh...gloria seria.....

obrigado por teus textos....obrigado pelo calor de saber que ñ estou só...


aquele abraço