BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sábado, 17 de abril de 2010

O principio do fim


Este texto não pretende ferir susceptibilidades é apenas um desabafo… Quem aqui se rever, acreditem que é apenas mera coincidência.

Porque tudo tem um fim?
Não direi que de forma propositada, mas por circunstâncias de momento, tenho vindo a desligar-me um pouco por falta de tempo deste local virtual.
Leio com carinho todos os comentários que de forma tão afectiva me deixam nestes espaços onde percorro os recônditos da minha vida. Quase não tenho lido tempo de retribuir… desculpem-me!
Talvez de forma inconsciente seja um cortar do cordão umbilical que me tem mantido a todos. Que me mantém vivo.
Todavia o cordão que une duas vidas é sempre amputado.
Acredito que alguns dos que habitualmente por aqui passam, não queiram que seja assim. Nem eu tenho a certeza de querer que seja assim. Quero acreditar nas pessoas, mas por vezes vagueio por “ai” e não sei o que pensar…
Do voo da borboleta diz-se que é belo. E efémero. Como a vida.
Assim da vida se possa dizer que, por curta que seja, cumpre a sua finalidade. Tal como o voo da borboleta.
E qual é a finalidade da vida? Não perguntem que isso já não sei. Mas hoje deu-me para aqui.
Embora sempre me dissessem que este Sonhador era "autêntico", há muito mais em mim do que ele. Este é um mundo fantástico e simultaneamente um orbe bem perigoso.
enho pensado bastante da atitude a seguir. Concluí que deixar de realizar algo que me presenteia, por atitudes que aqui descrevo, não será certamente a melhor opção, porque aqui (mundo virtual) conheci alguém maravilhoso  e é sobre a penumbra da minha sombra que a paisagem segura o horizonte cansado das minhas mágoas.
É na miragem do meu ténue corpo que mergulho toda a minha angústia.
É nas águas límpidas do meu coração que eu recordo os meus tristes sorrisos como crianças que em plena imaginação agarram o arco-íris.
Deixemos que os cães ladrem, porque a caravana irá sempre passar.
Nem que seja apenas para mim, que o sonho perdure.


7 comentários:

Cirrus disse...

Meu caro, a maior parte das vezes que aqui passo não comento. Tens o estilo de blogs que eu não gosto de comentar. Gosto de ler, mas são tão pessoais que temo que dizendo algo me esteja a meter onde, afinal, não sou chamado.
Mas comento outros blogs, é verdade. Se só comentasse aqueles que pertencem a quem me comenta, pouco escreveria por aí. Não estou à espera de retribuições. Não estou à espera de seguidores, nem de elogios nem de lambe botas. Apenas espero que quem comentar o que escrevo seja o mais sincero possível e não caia no "que lindo" ou "quero ser igual a ti" ou "és o meu herói". Comigo, comentadores desses duram muito pouco tempo. Acabam por se afastar.
Espero que sejas assim também. Eu leio, não comento porque entendo que é pessoal. E o que é pessoal não se comenta nem se discute nem se dá opiniões alusivas. Ou se gosta ou não, ou se lê ou não.

Cirrus disse...

A propósito, uma das músicas e um dos filmes mais espantosos de sempre.

Sonhadora disse...

Meu querido Sonhador
Li com atenção o teu texto,senti desilusão, mas as pessoas são o que são e nada mais.
Espero que não nos prives de te ler, e sou sincera.


e é sobre a penumbra da minha sombra que a paisagem segura o horizonte cansado das minhas mágoas.
É na miragem do meu ténue corpo que mergulho toda a minha angústia.

Estas palavras podiam ser minhas.

Deixo o meu carinho e um beijinho, e espero de novo comentar um texto teu.

Sonhadora

DoceAroma disse...

O fim nem sempre se escreve em definitivo, não acredito verdadeiramente no fim. Seria dificil, em poucas palavras explipar o que quero dizer. Não há fim porque algo perdura para além dele. Gostei de tudo o que tenho lido nos teus espaços virtuais. Desjo-te as maiores felicidades acredito que este final encerra em si mesmo o inicio de uma nova etapa.
Agradeço as tuas visitas, os teus comentários e a honestidade que eu senti nas tuas palavras. E como o importante é o que se sente e não o que parece, é com respeito pelo o teu sentir que deixo hoje este comentário.

Beijo

catwoman disse...

Estas últimas semanas tenho passado e não comentado, não vale a pena explicar razões; mas não tenho deixado de te seguir. Tu saberás se é mesmo isto que queres, um adeus definitivo, ou uma pausa porque se o vir aqui se torna uma obrigação, acaba com o propósito de sairmos um bocado das nossas rotinas, não é?
Um beijo, do coração e decidas fechar, ou fazeres férias, sabes as minhas "portas", querendos, precisandos... estarei lá.

sonho disse...

O mundo não é perfeito...as pessoas não são perfeitas...Nós temos que ser pelo que somos...não pelo que os outros julgam de nós...Nem mesmo Jesus agradou a todos...
Será que há mesmo um fim..!?...ou haverá uma terminação de um ciclo...para comoçar um outro...!!!?
Bom fim de semana
Beijo d'anjo

Milhita disse...

Quis deixar este comentário no teu outro blogue, parece que tenho pertencer a uma equipa...

"Amigo de desassossego, não entendendo, me sinto, na margem negra de um lago refractado. Seria simples jogar-lhe uma pedra moldada, ou enchê-lo das cores do universo. Tudo passa, e a convergencia é uniãp mais que subtração, quem não gostar, não esteha, não haja.!
Um abraço amigo e bom fim de semana"